Projeto Basquete Cidadão apresenta seus destaques

Esse projeto social chamado: Basquete Cidadão, nasceu com a proposta de apoiar mais de 300 crianças e jovens carentes do bairro Jaraguá em Maceió/AL entre outros, dando espaço físico para o projeto, aulas direcionadas para algumas técnicas do basquete, e palestras educativas na área de saúde, educação, higiene e disciplina esportiva.

Esse projeto conta hoje com o apoio da Usina Coruripe, que cedeu um armazém de açúcar e o transformou em ginásio de esporte, então chamado Pavilhão de Basquete Comendador Tércio Wanderley e que também conta com distribuição de lanches para os diversos alunos assistidos nesse projeto. Conta também com a parceria da Federação Alagoana de Basquete, que cede todo o equipamento e material necessário para a prática do esporte, alguns monitores e a parte de arbitragem quando necessária, tudo isso sob a coordenação do Sr. Carlos Alberto, presidente da Federação.

Temos também algumas parcerias com escolas particulares, que proporcionam para os alunos “destaques” desse projeto, à oportunidade de estudarem numa escola melhor com o ensino de nível mais elevado do que as públicas encontradas na cidade.

Esse projeto foi crescendo de tal forma, que hoje já está fazendo parte de algumas chamadas esportivas na mídia, sendo convidado a participar de alguns campeonatos dentro de Alagoas, no nordeste e Brasil afora. Com isso, revelando alguns alunos/atletas que vem recebendo propostas de grandes clubes brasileiros, passando a fazer parte de um grupo seleto de jogadores de basquetebol.

Alguns dos destaques desse projeto:

Darlan de Oliveira – iniciou no projeto 15 anos, hoje com 23 anos, passou por equipes alagoanas, participou de vários campeonatos, recebeu convite para atuar nos Estados Unidos em 02 (duas) universidades e hoje joga em Casa Branca/SP, de tão destaque que é, teve a honra de fazer parte do grupo de pessoas que levaram a tocha do Pan-Americano quando passou na cidade de Maceió/AL;

Emerson Acioli – iniciou no projeto com 14 anos de idade, hoje com 20 anos, participou de alguns campeonatos alagoanos e do nordeste, fez parte da equipe do Jaú em São Paulo. Hoje faz faculdade de Administração no CEFET, tem o esporte como hobby em sua vida e diz que o projeto foi essencial para sua carreira e seu crescimento como cidadão;

Randerson Lisboa – iniciou com 11 anos, hoje tem 19 anos, também fez parte de equipes de Alagoas, participou de muitos campeonatos dentro de fora do estado, se destacou em alguns jogos e no projeto como um todo. Atualmente faz faculdade de Administração na Universidade Federal de Alagoas – UFAL, trabalha na rede de hotéis Meliá e diz que agradece ter feito parte desse projeto, que o tornou um cidadão responsável e preparado para a vida.

Eduardo Pinto – iniciou aos 13 anos, hoje com 21 anos, fez parte da equipe desse projeto, se destacou de tal forma que ganhou bolsa de estudos numa escola particular da cidade onde mora, e também teve a oportunidade de jogar profissionalmente em São Paulo. Hoje faz faculdade de Administração na Universidade Federal de Alagoas – UFAL, e é estagiário de um órgão público do estado. Tem o projeto Basquete Cidadão como referencial de vida, diz ele.


Deixe um comentário

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

creche 1

Seja Idese

O Idese quer sua colaboração. Seja um dos nossos voluntários. Preencha o cadastro e faça parte dessa iniciativa e nos... Saiba Mais

  • Coruripe
  • Feliz Deserto
  • Sebrae
  • Coruripe